Máscara Vermelho Vibrante Olenkcolor Resenha - Removedor de Esmaltes Beira Alta Resenha: Estudo Independente de Joelle Charbonneau Nail Art:  Maete Esmalte 5cinco

12/01/2015

(...)


Eu pego sua mão e parece que o tempo para. E já não me importo se o mundo esta acabando lá fora. Sua risada faz valer a pena cada decisão e naquele exato momento todos os erros são perdoáveis. Então pego sua mão e me lembro do momento que te conheci. Sua mão transfere na minha mão sentimentos nunca vividos. Seus olhos brilham juntos com os meus. Você fala sobre tudo e minha mente se pergunta “por que não todos os dias assim?”. Você sorri e lê todos os meus pensamentos, seu sorriso não é uma resposta, mais confio em todas as suas decisões. Então você segura minha mão e pronto! Todo aquele sentimento, as 4 estações em um minuto, o estado da química que muda rápido de sólido, liquido e gasoso, nos define, melhor você. E de novo passo a não ligar pelo que se passa no outro lado da janela, por mais que eu tenha medo, eu gosto desse sentimento. Gosto desse nosso tempo perdido, da sua calma em me acalmar. Do carinho que me dá. Amo quando você diz que meu cabelo comprido nunca será cortado. Você acredita que tem uma autoridade sobre mim. Mal sabe que tem! Você consegue me controlar sem querer, e acha graça. Consegue me fazer esquecer todos os meus problemas. E me faz sonhar com todas as trilhas sonoras, estranho que combinamos com todas aquelas musicas melosa. Tudo isso me faz bem. Você me faz bem. Faz-me suspirar e imaginar como seríamos nós dois velhinhos, nossos filhos, nossos netos. E damos risadas de tudo que falamos. Você me beija, o mundo para e quando coloco minha cabeça no seu peito e sinto seu coração bater mais forte, percebo que as coisas deveriam ser exatamente como tem que ser. Crio todas as expectativas sobre nós dois. E você passa a pegar minha mão falando juras de amor, desculpa meu bem não escutei nenhumas juras. Porque é difícil concentrar-me com todas as oscilações que meu corpo faz quando sinto sua mão. Respiro fundo, com você. E naquele momento eu agradeço a Deus por ter te feito com todos os seus defeitos e me feito para ama-lo do jeito que é. Então solto sua mão. E deixo o ir. Feliz. 




Beijos Erika Harumi

0 escritor(es):

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Era outra vez, fico feliz com o seu comentário, ele é muito importante.

Volte sempre o/