Batom Matte Ricosti Wood Resenha Viagem de Férias - Esmaltes Nati Dica de Série: Scorpion Resenha Força com Pimenta Bio Extratus

29/06/2015

Meu tipo de amor

  É de proposito. Você sai e entra na minha vida de proposito. Com esse olhar “sem querer”, me fazendo acreditar que tudo isso foi uma mera coincidência do destino. O problema é que isso acontece apenas 365 x por ano. Você vai embora me fazendo acreditar que tudo não passou de um sonho bom e volta como um rei só falta o cavalo e a armadura de aço. Oscila tudo que está firme e forte. Mexe com todos os meus sentidos, muda todos os planos, e mais uma vez digo para mim mesmo que jogarei o seu jogo, e mais uma vez essa minha tentativa de durona acaba, porque outra vez me apaixono pelo que eu acredito ter. Só de escutar sua voz tudo dentro de mim se tranquiliza... Depois some, foge, me esquecendo aos poucos, me deixando sozinha de novo. E mesmo sabendo que você vai voltar me dói em cada partida, me faz mal cada vez que escuto seu “adeus”.
Esse vai e vem, me tortura, sei que isso não é amor, então o que realmente é?

As pessoas idealiza o amor de uma forma diferente. E se a minha forma também for a certa? Todo mundo tem motivos para ficar, e para partirem... Talvez eu esteja tão acostumada com esse vai e volta que se ele permanecesse não acharia graça e nem motivos para tentar. Iria gostar lógico. Mas o que me prende nele é a forma instável, é o vulcão que ele acende em mim e depois o gelo que me deixa. E no fundo eu gosto, não que goste de sofrer, mas adoro me apaixonar pela 365x por ano pela mesma pessoa e ver que por mais que estamos separados ainda somos as mesmas pessoas, ele nunca mudou, nunca mentiu ser quem não era. Sempre me disse como seria essa relação louca, eu aceitei, entrei no jogo, sabia que havia grande possibilidade de me apaixonar e aceitei isso, então não o culpo pelas partidas. Porque se ele não partisse seria eu que partiria. Isso pode ser meu jeito de sentir o amor. Claro, daqui alguns anos terei outra versão do amor, aquele tranquilo, calmo, mas hoje quero aproveitar esse “tipo” esse amor louco e errado.

Nunca se deve julgar um amor só porque ele não se parecesse com todos os outro que conhecemos, amores vem para nos ensinar algo, isso acontece e vai acontecer por muitos anos. Sorrisos que encantam também fazem chorar. Príncipe vira sapo, e princesas precisam aprender que contos de fadas não são tão perfeitos na vida real. Mas deixar de sonhar é impossível. Então acredite no amor. Dos diversos amores.



                                                                                                                                   Beijos Erika Harumi

1 escritor(es):

  1. Belo texto! Eu amei <3

    Um beijo,
    www.blogiranamaciel.com.br

    ResponderExcluir

Olá, Tudo bem? Bem - vindos ao Era Outra Vez, iremos amar ler e responde todos os comentários. Atenção: Os comentários são moderados.

A Equipe agradece desde já pela visita e pelo seu comentário.
Volte sempre o/