Batom Matte Ricosti Wood Resenha Viagem de Férias - Esmaltes Nati Dica de Série: Scorpion Resenha Força com Pimenta Bio Extratus

22/09/2015

Não me ame de longe.

  
É fácil amar alguém de longe, onde nada pode ser cobrado, nem visto. É fácil construir um amor aos ventos. Fácil pedir para quem ama esperar, o difícil, é a ausência, as esperas, complicado guardar o amor no pote ate você chegar.

Então levantei da  cama desliguei o celular, eu já não podia deixar o amor respirar por aparelhos. Se quiser bata na minha porta, venha encarar a realidade, cumprimenta meus pais e peça desculpas  pelos erros cometidos. Mas não me ame de longe. Não use a imaginação para cuidar de mim quando estou doente. Não seja presente só virtualmente, esquece as mensagens de voz. Esquece esse mundo paralelo que inventou para nós dois. Bata na minha porta, procura-me.

Quero ser aquele casal clichê que chega a dar nojo na fila do cinema, também quero café na cama, andar de mãos dadas, então por favor, não alimente um amor de longe, como se fosse uma doença contagiosa.

Eu não sirvo para esses tipos de amores, sou bem real. Sinto e choro,  e isso tudo parece bem real para mim, então se amor for uma doença, se contagie também, mas se caso não quiser. Por favor, não começa nada que não possa terminar. 




                                                                                                                                       Erika Harumi

0 escritor(es):

Postar um comentário

Olá, Tudo bem? Bem - vindos ao Era Outra Vez, iremos amar ler e responde todos os comentários. Atenção: Os comentários são moderados.

A Equipe agradece desde já pela visita e pelo seu comentário.
Volte sempre o/