Não É APENAS UM CABELO


Não é só um cabelo, é auto estima

Já parou para pensar o quanto somos reflexo do nosso cabelo? Se ele está lindo, ficamos felizes e tudo flui mas quando não está, tudo ao redor parece que dá errado e nosso humor muda completamente.

Deixou de ser apenas cabelo quando começou a interferir na minha autoestima; deixou de ser apenas cabelo quando comecei a recusar convites por vergonha de sair de casa; deixou de ser apenas cabelo quando olhava no espelho e não me via mais como antes; deixou de ser apenas cabelo quando simplesmente parei de cuidar e apenas chorar por me sentir horrível e completamente desconhecida.
E não foi por falta de tentativas ou cuidados, pois já havia testado vários penteados, várias finalizações diferentes, colocado vários acessórios e mesmo assim nada dava certo, nada parecia bom. No desespero pensei em até raspar e ficar careca, afinal ele meu cabelo já estava caindo mesmo, já estava cheio de falhas e eu já nem não me olhava mais no espelho.

Não é só um cabelo, é auto estima

Ouvi me dizerem que era “apenas um cabelo”, mas para mim naquela hora era muito mais que isso, pois nada mais fazia sentido, já tinha perdido todas as esperanças! Até que com ajuda e alguns puxões de orelha de uma grande amiga voltei a acreditar, a cuidar, a produzir, aprendi a comemorar pequenas mudanças, e ela me ensinou que se eu não fizesse nada, nada ia mudar.

Não é fácil e por mais que falamos que a opinião dos outros não importa, no fundo bem lá no fundo acaba importando sim e está tudo bem! Afinal não posso falar que passar pela transição é mil maravilhas por que não é, a gente vai sim se sentir feia, vai sim se sentir incapaz, vai sim se sentir horrível e muitas vezes vamos desistir de tudo e está tudo bem também.

O que não podemos é criar expectativas, pois meu cabelo não é igual ao seu e muito menos igual ao cabelo da blogueira famosa e não importa o quanto façamos a mesma técnica, eles não vão ficar iguais e ai vamos nos frustrar porque o da moça da foto ficou bom e bonito e o nosso não.

Se olhe no espelho. Se admire e se pergunte se realmente gosta do que está vendo: se a resposta for sim, beleza vida que segue, mas caso a resposta for negativa, não tenha medo de mudanças. A mudança nos liberta, por mais que seja complexo o processo, nossa aparência física tem que está bem de acordo com nossos olhos, mas o principal de tudo é nossa aparência interna, se eu não estou bem com o que eu projeto nada faz sentido, nada fica bom, eu tenho que ficar bem aos meus olhos e não aos olhos dos outros, nosso emocional e mental dependem apenas de nós mesmos.

Texto por: Pamela Dal Alva
Revisão por: Sandro Honorato

 E ai o que acharam? Abaixo tem um vídeo desse texto.




Não esquece de me acompanhar nas redes sociais:
Facebook / InstagramTwitterYoutube / Pinterest
Pamela Dal Alva

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Era outra vez, fico feliz com o seu comentário, ele é muito importante.

Volte sempre o/

Instagram

@PAMDALALVA

Designed By OddThemes | Distributed By Blogger Templates